It’s all about me

Standard

Um dia a Superinteressante explicava como certos sites de compra nos sugere produtos de acordo com o que a gente pesquisou. É bem complexo, e eu li faz tanto tempo… sei nem explicar direito. Mas tem esse link que acho que explica bem. O fato é que na matéria impressa tinha uma ilustração que vc ia seguindo, saia de um ponto inicial, passava pelas sugestões mais loucas e acabava chegando em algo que realmente tinha a ver com o ponto inicial. E eu fiquei chocada pq é exatamente como minha mente funciona. Parto de A e vou, passo por V, H, M, J, K, L, Z, J, volto ao H, vou pro B, D, N até parar no A novamente. Não sei como, vai indo, quando menos me dou conta tô de frente a algo relacionado. E fico mei assim, pq ninguém realmente acredita que cheguei no A de novo por acaso, as pessoas acham mesmo que fui diretinho, que não foi associação livre. E eu até penso em me podar pra não dar gostinho, mas não consigo, pq não acho justo comigo. Deixar de fazer algo pra que não pensem tal coisa de mim. Adianta? Nada… as pessoas pensam independente de mim, poderia até explicar, pq sempre sei como se deu cada uma das minhas associações, mas não adiantaria…

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s