Traindo o movimento

Standard

Passei anos amando os loirinhos de olhos azuis, tudo culpa do Macaulay Culkin e do Esqueceram de mim. Aí cresci e descobri que esses perfeitinhos não são tão legais assim, ai fui descambando pros roqueirinhos cabeludos, até chegar aos indies barbudos e acima do peso. Meses atrás lendo “Máquina de Pinball” da Clarah Averbuck (e sonhando com o #coisafofa) comecei a perceber a graça que os magrelos, branquelos e sem pelo têm. Até que, até que entrei na academia. G-ZUZ!!! Quanto homi bão. nunca pensei que bíceps, tríceps, pernas, costas e etc pudessem ter tanta graça… e a barriga tanquinho? E a barriga tanquinho meus amores?? Sonho, felicidade. E olha, pegar um homi desses, passar a mão nos músculos, felicidade define. Desculpa mãe, desculpa pai. Traí o movimento. Mas sei lá, acho q tô tão periguete que só adiciono, sem subtrair, quero todos, todos eles: indies gordinhos e barbudos:

Me abraça assim, seu lindo

magrelos, branquelos e sem pelos:

e os malhados de academia:

Malha nimin

QUERO TODOS, TODOS ELES. =D

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s