We could’ve had it all

Standard

Vivo num mundo em que de repente tudo está interligado. Na época da monografia, tudo me lembrava “Mastigando Humanos”, ou Santiago Nazarian, e algumas coisas no livro me lembravam de outras coisas da minha vida. Ai de uns tempos pra cá todas as músicas decidiram ter um só tema: “We could’ve had it all”, ou como a vida seria perfeita se estivéssemos juntos, como seriamos super felizes e esse tipo de coisa. O melhor é que eu penso nisso numa frequencia assustadora. Tô lá vivendo, de repente me interesso levemente por fulaninho, não dá dois segundos tô planejando nossa vida, vendo como seríamos perfeitos e felizes, pq eu só escolho caras perfeitos (na minha cabeça). E não dá certo, pq o cara nem se toca de como seria perfeito, ele só me ignora/trata mal/nem sabe que existo. Sei lá, quem sabe um dia vai ter um que vai se dar conta como eu, ou quem sabe vou virar a doida dos coelhos, 72 coelhos e mil potinhos de esmaltes e pensando em como minha vida teria sido perfeita com os milhares de caras perfeitos que passaram por mim. Espero pelo menos ser ryca pra poder ter os esmaltes da Dior:

*_*

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s